quinta-feira, 31 de maio de 2012

Levar e buscar na escolinha

Por eu ter tido Sophia, praticamente sozinha, minha mãe sempre me ajudou demais. Digo demais porque as vezes perdi momentos importantes da vidinha dela. Pois mamãe que leva e busca na escola, leva ao pediatra, leva ao dentista, segura pra dar vacinas... Vovó é a segunda mãe dela e não há como negar.

Mas hoje vovó teve um compromisso e eu pude além de levá-la (já o fiz outras vezes) tive também que buscá-la... ah que fofura... primeiro que ontem eu disse: Sophia amanhã quem vai te buscar na escolinha é a mamãe... Aí ela vira e me fala: Que legal mamãe!... Deu vontade de morder de arrancar pedaço... E hoje quando me viu na porta da escola... Me senti um personagem da Disney que encanta uma criança... Ela ficou feliz me abraçou e começou a perguntar: cadê o carro da mamãe?

Ah gente bonitinha demais!

E ontem fiz a experiência de tomar banho com ela. Antes tinha medo do chuveirão mas ontem eu estava entrando no banho e ela quase foi entrando sem tirar a roupa e gostou de tomar banho de pé com o chuveirinho... Ah que fofurísse gente!

Olha olha...não queria tirar a foto por isso saiu dizendo... não mamãe!


quarta-feira, 30 de maio de 2012

Festa de 2 anos

No início de 2012 comecei a olhar pra fazer a festinha de 2 anos da Sophia.

Sendo ela filha de pais separados fiquei naquele dilema, faço em casa? Chamo a família do pai como fiz no primeiro? Ou faço num buffet para poucas pessoas?

A grana tava curta e fiquei pensando como poderia deixar Sophia alegre e feliz pela festinha.

A medida que ela foi se enturmando na escolinha esqueci a ideia de Buffets caros e cheio de frescuras. Desisti da ideia de fazer festão. Optamos por fazer um bolo na festa da bisa que completa 80 anos e uma pequena festinha - lanche na escolinha (afinal os amigos mais queridos são os da escola... a "Bába", "Macela", Léo, "Lúcaza" e o "Fael").

Acho que fiz uma boa escolha. No fim de semana que antecede o seu aniversário ela terá a oportunidade de passar o domingo com a famíla paterna.

Quero agradecer publicamente à minha amiga Aline Gago que fez bichinhos em feltro lindos para enfeitarmos as mesas na roça e na escola.

Recomendo que passem na lojinha dela no site Elo7 que também tem outras artesãs que fazem trabalhos lindos! Segue o link: http://www.elo7.com.br/festascriativasbyalinegago



segunda-feira, 28 de maio de 2012

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Mais um dia com papai e mamãe mais boba

Amanhã é mais um dia que Sophia vai passar com seu pai.

Graças a Deus estou me acostumando com essa rotina. E amanhã vou tentar aproveitar e colocar meu sono em dia. Hoje foi difícil aguentar o sono me atormentar.

Mas brinquei muito com a pequena e estou cada dia mais apaixonada. Ela é alegre demais... animada e linda!

Agora já fala e identifica quem é mãe de quem e quem é pai de quem... Ô meu Deus... perguntei quem é o pai da mamãe e ela foi falando os nomes do pai do papai ... aí parou na mãe do Bê... que chama Dani tb... aí deu nó na cabecinha dela hehehe

Mas Sosô tá querendo é mais... tchu... tchá... tchu tchá tchá tchu tchu tchá... pára quando ouve a música... hehehe adora Ex-my love, e Sítio do Pica Pau Amarelo... já to pensando em comprar livros de Monteiro Lobato pra ela. Eu sempre amei. Só não sei o que fiz com minha coleção. Acho que doei pra alguém.

É isso aí e assim vamos levando, crescendo se conhecendo e aprendendo uma com a outra.

beijos e bom fim de semana!


quinta-feira, 24 de maio de 2012

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Vê se eu dou conta?!

Hoje ao sair para trabalhar Sophia começou a perguntar:

"'A tabaiá mamãe?' - traduzindo... Vai trabalhar mamãe?

Eu disse: Sim meu amor, mamãe vai trabalhar e almoçar com a Dinda hoje.

Ela se despede... Vai mamãe "a tabaiá" e "muçá com a Dinda"!

Quem aguenta?! Dá vontade de morder!!!

Boa quarta!! E é mais uma semana quase vencida!!

Aprendendo com o Theo: Sorteio trio de esmaltes Revlon

Aprendendo com o Theo: Sorteio trio de esmaltes Revlon

terça-feira, 22 de maio de 2012

Uma tarde diferente - Graças ao "BH com criança"

Ganhamos num sorteio do BH com criança um par de ingressos para a Contação de histórias no Museu dos Brinquedos.

Sábado as 15hs estava marcado para começar... Chegamos no museu e Sophia ficou maravilhada com tudo que viu. Brinquedos antigos e novos muita cor...

E no quintal da casa a Miriam contadora de histórias fazendo brincadeiras...

Na hora das histórias Sophia não parou um minuto mas mesmo assim eu insistia pra ela escutasse a historinha.

Queremos agardecer muito o BH com criança, a Ediane Melo que nos proporcionou uma tarde tão legal.

Aí vão algumas fotos:



segunda-feira, 21 de maio de 2012

Maio mês das mães - 4a ídola escrevendo no nosso espaço

Hoje temos a visita de uma amiga virtual que quase conheci pessoalmente aqui em BH... mas desencontramos. Participamos juntas no Compromisso das Blogueiras e no Amigo oculto das mamães.
Andréia é uma querida que além de ter um blog falando da maternidade e seu pequeno Sam, tem também o makeviagem com dicas ótimas de beleza. Com vocês uma outra mamãe blogueira que admiro muito!

"Eu sou Andréia mamãe do Samuel e estou descobrindo a maternidade a cada dia que passa.Me tornei mãe na melhor fase da minha vida.
A maternidade mudou tudo.
E hoje posso dizer que sou mulher, sou feliz.
A maternidade nos traz um caminho percorrido que só cada mulher pode entender o seu real significado.Cada uma viveu com mais ou menos intensidade suas fases.
Da gestação ao parto, do nascimento ao primeiro aninho.
Do primeiro aninho até hoje.
Cada descoberta um aprendizado.

Sou mamãe de primeira viagem 
Esses dias me peguei pensando no porque eu esperei tanto tempo para ser mãe.
Aquele rostinho lindo, dormindo a meu lado, me comove todos os dias.
Ser mãe me mostrou um mundo de sensações indescritíveis que eu jamais imaginaria que existisse.
Me mostrou que eu posso ser eu mesma, ter minha independência e ser mãe ao mesmo tempo, amorosa e dedicada.
Minha família é a base de tudo.
Ontem éramos dois e hoje temos um ser que preenche todos os vazios da casa e os espaços dos nossos corações.
E posso dizer com toda certeza sou muito feliz !!!


Andréia Sales
@deiasales
Facebook Andreia Sales
www.cantinhodosam.com
http://makeviagem.blogspot.com/
http://recantodasmamaesblogueiras.blogspot.com/"



Feliz mês das mães para Andréia e todas nós! Muito obrigada pela contribuição querida! bjos mil!

domingo, 20 de maio de 2012

Selinho lindo que ganhei e repasso


Esse selinho ganhei da amiga Fran, mãe da fofurinha Sophia, que escreve no blog Minha princesa Sophia.


E as regras para levar esse selinho são super simples.

1. Contar de quem eu ganhei o selinho e o link do blog: Ganhei da amiga Francisca Lipski do blog Minha princesa Sophia.

2. Contar sobre o seu amor por seus filhos e o que a faz ser a mãe mais feliz do mundo: Meu sonho sempre foi ser mãe e Sophia veio para provar que o sonho vale a pena ser sonhado. É um amor que não sei explicar.

3. Indicar 10 amigas para ganhar o selinho:






Foi muito difícil escolher apenas 10 amigas para receber o selinho, a minha vontade era de listar todas vocês, então se o seu nome não estiver na lista, sinta-se a vontade em levá-lo.

O amor que não cabe em mim.

Não lembro de já ter falado aqui que ser mãe sempre foi um sonho. Mas o sonho além de ser mãe era ser mãe de uma menina. Como tenho uma convivência difícil mas muito próxima da minha mãe fico imaginando como será quando Sophia estiver maior.


Eu e mamãe dividimos esmaltes, maquiagem, roupas, sapatos, meias finas.... de um tempo pra cá engordamos as duas e algumas peças não dividimos mais. Mas a cumplicidade e amizade é uma coisa que não tem preço.


Quando eu morei fora (3 meses nos Estados Unidos e 1 ano na Bahia) ligava para mamãe quase todos os dias e falávamos por quase uma hora todas as vezes. Eu sempre quis "ser do mundo" e mamãe falava isso comigo que filho é assim mesmo... Mas o meu cordão umbilical "emocional" não foi cortado. Nos últimos meses na Bahia eu não pensava em outra coisa a não ser voltar pra casa.


Ficar longe da família, dos amigos... presa... trabalhando e morando no mesmo local (um hotel) definitivamente não é vida pra mim. Engordei 12kg e fui ficando cada vez mais entre o trabalho e a cama. Só queria saber de dormir e comer... parei de fazer o esporte que gostava tanto...E só queria contar os dias para voltar para BH.


Bem... já me preparo para a separação (afinal Sophia é filha de pais separados) e sei que terei que ser forte pois a partir dos 3 anos ela já vai começar a passar mais tempo com ele. Mas quero construir com a minha filha uma relação de confiança, amor e muito respeito. Pra que ela saiba que mamãe é seu porto seguro, seu esteio... E que enquanto eu estiver viva estarei SEMPRE a sua disposição. Para o que for necessário caso ela necessite de minha presença e assim é minha mãe.


Muito obrigada Meu Deus! Pela mãe e pela filha que tenho. Cada dia vejo que o milagre Sophia é uma benção em nossas vidas!


Boa semana a todos!! bjo grande!!!





sábado, 19 de maio de 2012

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Maio mês das mães - 3a ídola - Dani Balzaca Materna

Quando comecei a ler os blogs maternos me deparei com um que primeiro me chamou a atenção pelo layout. Confesso que achei linda a combinação de cores e o estilo dos desenhos. Ao começar a ler os posts me apaixonei de vez com o Balzaca Materna. A autora é uma xará que mora em Floripa e tem um casal de filhos fofos! 


Hoje é a Balzaca Dani lá do Sul que nos presenteia com suas palavras:

"O que é ser mãe pra mim?

Quando iniciei essa jornada julguei ser necessária uma enorme bagagem. Um exame positivo que deu início a espera não só por ela, mas pela mãe que também nasceria. Junto com as roupinhas, as minhas expectativas.
Pelo peso da bagagem, julgava estar absolutamente preparada, mas a maternidade tremendamente caprichosa, me mostrou ao longo do tempo que funcionaria melhor quanto mais leve eu estivesse.
Com o primeiro filho, houve aquela aproximação forte onde eu criava laços com aquela pequena que mamava serenamente e com a mãe que se revelava a cada dia, a cada novo toque, a cada troca de fraldas, a cada despertar noturno.
Com o segundo filho, mesmo experiente, junto com as roupinhas mais expectativas. Como daria conta? Amaria de igual maneira?
Após o nascimento, a natureza se encarregou e as preocupações tão cheias de significado, esvaíram-se. A vivência desmonta todas as teorias e o amor quase intuitivo acaba por revelar caminhos. Nossa aproximação dessa vez foi conjunta. Minha e dele. Dele e dela. Deles e nossa. Agora sim, uma família.
Fui-me despojando a cada dia, a cada fase dos elementos que pesavam nessa bagagem. Assim, cada dia mais leve, a maternidade mostrou-se mais intuitiva, mais gostosa de ser vivenciada. Junto com o aprendizado, menos expectativas.

Ser mãe é ter certeza dos caminhos a serem percorridos. É saber desviar quando não nos parecerem mais tão atrativos. É não ter vergonha de perguntar quando me sinto perdida. É tomar atalhos. É ter fôlego. É viver de escolhas. É fazer mil coisas ao mesmo tempo e desistir de todas elas quando escuto o chamado: manhê!
É transbordar com o coração quando o corpo não tem forças para demonstrar. É brincar de equilibrista ao ter que no percurso, eleger prioridades. É estar constantemente exercitando a humildade. É se sentir falível mesmo investida de super poderes.
Os meus filhos são a oportunidade que a vida me deu de não levar as coisas tão a sério, de mostrar pra mim, que a única coisa que devo carregar na bagagem é o amor que tenho por eles. Isso basta.
Ser mãe é isso: reforçar clichês."


Muito obrigada pelo post Dani! Espero que seu dia das mães e mês de maio sejam dos melhores! bjoss mil da fã Dani

domingo, 13 de maio de 2012

Pampers | Para cada pequeno milagre... LINDOOO

Dia da minha mãe, minha vó... e meu!

Nesse dia preciso fazer uma homenagem à minha mãe!


Ela é demais!! Imagina uma funcionária pública que recusou um cargo em comissão para continuar trabalhando 6 hs por dia e ter o tempo que sempre teve com seus filhos? Essa é a minha mãe.


Uma vó que apóia a neta solteira na empreitada de ter uma filha... e ainda vem passar mais de um ano com ela para dar apoio?! Essa é a minha vó Elirene querida!


Sem essas duas eu não seria quem sou hoje. Sou uma mulher que valoriza a família e a guarda do lado esquerdo do peito... São pessoas que estão ao meu lado para o que der e vier. Eu as amo mais que tudo!!!


Muito obrigada por existirem e por fazer de mim essa mãe desorientada com a filha e com as mães...


AMO MUITO TUDO ISSO!!!



sábado, 12 de maio de 2012

Revelação do Amigo da mamãe


Revelação do Amigo da Mamãe

Queridas vim aqui fazer a minha revelação do Amigo da Mamãe.

Esse amigo secreto do dia das Mães foi promovido através do Blog Recanto das Mamães Blogueiras e organizado pela Andreia Sales do "Cantinho do Sam".

Foi uma experiência maravilhosa.

Eu tirei a Andreia do Blog Cantinho do Sam e fiquei muito feliz em mandar seus mimos, e mais ainda por ela ter gostado.

Agora vou mostrar pra vocês o presentinho que eu ganhei, quero agradecer a Alessandra Maestro do Blog Nossa Princesinha Yasmin pelo carinho. Agora eu vou andar com minha Havaiana pra todo lado.



Adorei o presente amiga! E que essa amizade esteja apenas começando! bjos da Dani... 
La mére de Sophia

/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

BLOGAGEM COLETIVA – MULHER E MÃE


selo_mulheremae_blogagem_vs4
Essa blogagem coletiva foi proposta pelo blog da Rede Mulher e Mãe com o tema:
O que eu gostaria realmente de ganhar no Dia das Mães?

Gostaria de ganhar um companheiro... 
Será que o cupido vai acertar a flecha esse ano?

Gostaria de ter a minha casa e 
não depender dos meus pais para criar Sophia;

Vamos ver o que o Senhor me reserva. 
bjos e Feliz dia das Mães para todas nós!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

A primaiada reunida na casa da Vó Nair

 
Posted by Picasa

Maio mês das mães - 2a ídola escrevendo pra mim =)

Desde que engravidei comecei a acompanhar o blog da Marcella o Mon Maternité e pela nossa história de vida meio parecida me identifiquei muito! Afinal a minha Sophia e a Sophia dela não foram definitivamente planejadas, mas nem por isso deixaram de ser muito AMADAS!

Assim fiquem com a Marcella e suas palavras lindas! Muito obrigada querida pela rica contribuição! 

"Ser mãe ... Sou mãe!

Era quarta-feira, vinte e nove de outubro de dois mil e oito, por volta das doze horas e quarenta minutos que minha vida mudou! Sabe quando a gente está como passageiro num automóvel, tudo calmo e tranquilo e o carro bate contra um poste e aquele estado de inércia acaba e tudo que estava indo bem sobre um abalo gigantesco?! Então ... foi assim que eu me senti quando duas listras cor de rosa aparecerem naquela fina tira de papel mergulhada num copo plástico descartável cheio do meu xixi.

Marcella e sua Sophia

Três anos e sete meses já se passaram e posso afirmar que a maternidade foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida! Hoje tenho certeza que até aquele “terremoto” eu não sabia viver, não sabia o sentido e o significado da vida, não entendia o que era amor, carinho, saudade ... eu não conhecia o amor incondicional!

Desde o meu “positivo” até o nascimento da Sophia, eu não me sentia mãe, eu era uma mulher grávida! A maternidade ainda não havia acontecido na minha vida, eu conseguia perfeitamente separar eu e o feto, embora hoje, olhando para trás, saiba que tudo o que vivi foi uma invenção da minha cabeça para tentar fugir da minha realidade. Eu não falava “minha filha”, eu apenas estava grávida de uma menina! Não vivi a gestação!

No fundo, ou bem no raso, eu tinha vergonha daquela situação. Inventei milhares de desculpas esfarrapas para não fazer chá de bebê e não quis ser fotografada em momento algum. De alguma maneira, que pensava –ou achava- que fazendo isso não teria “provas” de que eu seria mãe. Não queria ver ninguém ... tentava me apagar em roupas de ginástica confortáveis. Isso foram os quatro/cinco meses de gravidez que tive!

Como me arrependo! Como sofro hoje por não ter feito um book fotográfico! Como me sinto uma imbecil de não ter feito chá de panela, mesmo que ali tivessem apenas minha mãe, irmã, sogra, tia, prima, três ou quatro amigas e cunhada! Como me sinto uma imbecil de ter perdido a oportunidade de viver a maternidade mais tempo.

Hoje eu vibro com o sorriso da minha filha, tenho orgulho de falar que SOU MAMÃE de uma princesa linda. E olha que nem sempre foi assim. Sophia nasceu horrível! Eu tinha um sono incontrolável nos primeiros meses e pedia para que alguém a tirasse de perto de mim para que eu pudesse dormir. Justificava na falta de privacidade meu total desinteresse em amamenta-la. Foi horrível, foi frustrante, foi um pesadelo! Queria voltar no tempo e evitar que essa gravidez mais que indesejada tivesse acontecido! Perdão Senhor Deus por tamanha ingratidão ... chega a ser pecado, mas estou aqui para dar minha cara a tapa! Preciso desabafar que não foi nada fácil, nada desejado ...

Foi na tarde de seis de fevereiro de dois mil e nove que eu entendi o significado de viver. Antes eu era viva, um ser humano que compreendia que os seres vivos nascem, crescem e morrem; a partir daquela sexta feira de verão eu descobri que eu sou uma mamãe que ama, cuida, zela e vive por um frutinho do meu amor! Com a chegada da Sophia meu mundo ficou cor de rosa, assim como aquelas listrinhas que indicavam que eu estava grávida!

O tão amado Dia das Mães está chegando e não posso negar que me envaideço demais com a chegada dessa data. Porque SER MÃE é uma benção que a gente não pede, não procura, não compra, não rouba ... a gente recebe de Deus! E é a melhor coisa que Ele poderia dar para uma mulher, a dádiva de gerar, cuidar, ensinar, cuidar, zelar por uma vida.

Quando a Dani, mãe da também princesa Sophia me convidou, fiquei muito honrada com o convite, afinal, estar na casa de uma amiga falando da minha maternidade e do que ser mãe para mim é uma responsabilidade enorme! Sinto-me honrada em estar hoje aqui, contando um pouco sobre a minha vida, da minha princesa e da minha maternidade!

Antecipadamente desejo um abençoado Dia das Mães para todas que aqui estão... que todas nós tenhamos muito amor, paciência, responsabilidade e Deus no coração para que possamos guiar nossos frutinhos no caminho do bem! Essa é a maior e mais difícil tarefa de uma mãe, ser exemplo positivo para sua herança!

Deus abençoe e FELIZ DIA DAS MÃES!!! "

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Uma singela homenagem

Hoje é aniversário de duas pessoas mais que especiais na minha vida.

Uma é a Dra Cleia ou Tia Cleia como eu gosto de a chamar:


É a minha 3a mãe, afinal tenho mamãe e Tia Carminha (que também estava na sala de parto comigo). É a minha médica, minha psicologa, minha conselheira e a primeira pessoa que viu a Sophia.
Me alertou sobre todas as alegrias e medos que poderia sentir durante a gravidez e depois que Sophia nasceu.
É um anjo na minha vida. Na minha angústia e ansiedade por não conseguir amamentar ela me confortou e disse que isso acontece com mais mulheres do que eu imagino e que não é o fim do mundo. Afinal eu não sou "menas" mãe por não ter amamentado Sophia.

Tia Cleia, Feliz aniversário! Que Deus continue te abençoando com o dom de ser a melhor médica de BH.

Outra pessoa especial que completa mais um ano hoje é a Danny Danny, minha amigona que está grávida pela primeira vez e em julho dará a luz ao Gabriel:


Danny querida, mesmo distante penso em vc frequentemente pois nossa amizade não é de brincadeira! Não é mesmo?!
Espero que você tenha muita saúde e perseverança na missão de ter e educar o Gabriel. Beijo grande da amiga Dani Dani.

Ainda em tempo... não fugi do tema mês das mães afinal Tia Cleia é como uma mãe pra mim e Danny Danny será mãe logo logo.


terça-feira, 8 de maio de 2012

Blogagem coletiva: "Eu me levanto para dar lugar para uma grávida"

Hoje é o dia da blogagem coletiva que a Débora (Mãe coruja) propôs no blog dela.
Espero que muitas mamães e blogueiras estejam juntas comigo, para protestarmos contra a falta de educação de mulheres para com outras mulheres!

Pegue o selinho e leve com você! Faça sua parte e participe da nossa blogagem!



Quem quiser participar: copie o selinho e depois coloque um comentário no blog da Débora.

Beijos e obrigada!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Maio mês das mães - Começando com uma mãe mais que ESPECIAL... Mari Hart

Nesse mês de Maio fiz um convite às mães blogueiras que fazem parte da minha lista semanal de visitas.

Uma das minhas maiores ídolas é a Mari Hart a Mãe Polvo. Além de ter 3 filhos, sendo uma dupla de gêmeos, um deles dá um trabalho maior pois é um anjinho especial, o Léo.

Assim a convidei para reblogar sobre essa experiência de ser "Mãe Especial". (Texto original publicado em 2 de abril de 2010). 
Então fiquem agora com as palavras lindas e tocantes da Mamãe Polvo:

Um filho "especial"






















Muitas pessoas me perguntam como é ser mãe de uma crianca especial. E agora eu respondo.

O primeiro momento é o do luto. Consigo mesmo. Afinal, nenhuma mulher sonha em ter um filho deficiente, e quando isso acontece a primeira reação é de espanto, surpresa. Muitas vezes tristeza e revolta, mas que com o tempo, podem ser transformadas em força para lutar em nome do amor único e incondicional: O amor de mãe.

Depois do breve luto é encarar de frente, levantar a cabeça e ir a luta. Uma luta diária, a cada minuto da vida, até nas coisas mais simples como dar um banho ou alimentar o bebê. Após esta fase, vem a busca pelo entendimento. 

"Porquê eu!?"
"Porquê nós!?"

Até descobrir a minha missão. E quem me mostrou qual era a minha missão (quem diria!), foi ele mesmo, esse serzinho tão pequeno e indefeso, mas tão grande e forte ao mesmo tempo. Ele me mostrou com seu sorriso nobre e contagiante que meu dever de mãe 'especial' é informar.

Informar que PARALISIA CEREBRAL não é uma doença e sim uma patologia. Informar que dá pra ser feliz sim com dificuldades e limitações. Informar que o amor é maior do que qualquer deficiência e que ele supera tudo inclusive um fantasma horrível, o fantasma do preconceito.

Mas qualquer pré-conceito é pequeno demais diante da grandiosidade e pureza desse menino que só veio para nos ensinar. Ensinar que vale a pena lutar pela vida, já que ele nasceu lutando. Lutou contra uma hemorragia intracraniana, contra uma infecção generalizada, contra a prematuridade e incompetência médica. Lutou, venceu e nos mostrou o quanto a vida é linda, só depende dos olhos de quem vê. Assim como meu filho é perfeito, aos meus olhos, perfeito pra mim!

Nada é por acaso!

O Leo só nos uniu, nos fortaleceu, nos tornou pessoas melhores e agradeço por isso todos os dias. Hoje nos sentimos prontos para tudo, indestrutíveis, graças a ele que se transformou em nosso alicerce.

Acredito que é nas dificuldades que conhecemos as pessoas e o Leo me fez ter mais do que nunca a certeza do meu amor pelo pai dele e ver o grande homem/pessoa que ele é. Quando ele tb tinha o direito de chorar, enxugou minhas lágrimas, na hora de maior desespero respirou fundo e segurou minha mão.

Quando eu estava grávida dos gêmeos, imaginavávamos os filhos crescendo, criados, casados e nós dois velhinhos viajando o mundo numa eterna lua de mel. Depois de tudo falei:

- "E agora!? Temos um eterno bebê."

E esse homem que tanto amo disse: 

- "Agora teremos companhia na nossa viagem!"

A PC do Leo é do tipo "tetraplegia espástica". Quer dizer que ele tem todos os membros afetados, ele é tetraplégico. Não anda, não senta, não segura objetos e nem temos previsão para isso. A parte cognitiva tb pode ser afetada, no caso dele sabemos que foi, só não sabemos o quanto. Mas tenho certeza que nunca vou subestimar meu filho! Leio pra ele, canto, brinco, conto histórias, explico as coisas mesmo sem saber se ele vai entender.

Essa "missão" não é nada fácil. A PC (paralisa cerebral) pode trazer outros problemas como: disfagia, pneumonia por broncoaspiração, refluxo, convulsão, distúrbios do sono, constipação, dificuldades visuais (o Leo não tem grande parte da visão), dificuldades sensoriais, enfim... é trabalhoso mas o pagamento é o sorriso mais meigo e encantador que já vi na minha vida!

As vezes tenho recaídas, claro sou um ser humano. Outro dia eu estava cochilando e no meio do sono olhei pra porta e "vi"o Leo entrando correndo. Acordei, levei um susto e comecei a chorar pq sei que isso não será possível. Aquilo me doeu muito. Mas dura pouco pq não me acho no direito de me sentir assim, seria muito egoísmo da minha parte, pq ele É muito feliz e o que importa é ELE, nada mais!

A prioridade da minha vida é o bem estar e felicidade deste menino, e sei que nesse campo estamos vencendo e isso me dá paz. Nada no mundo me faz mais feliz do que um sorriso daquele bichinho!

Esse é meu pequeno grande rapaz! O meu Leo!"

O link do post original é esse aqui

MUITO OBRIGADA MARI!!! Você merece todas as bençãos desse mundo pela contribuição que dá ao Léo, seus filhos todos e o MUNDO!

Feliz dia das mães e que Deus continue dando força pra vc e seu companheiro para criar esses anjinhos!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Criança não trabalha, criança dá trabalho...

É o refrão de uma música do grupo Palavra Cantada (www.palavracantada.com.br ) que não saiu da minha cabeça desde a primeira vez que escutei.

Assim, um pouco atrasada, quero parabenizar TODAS as mães e pais que têm tanto trabalho com essas criaturinhas que tanto nos emocionam e conquistam.

Ontem foi o dia do trabalhador e a mamãe trabalhadora aqui pôde aproveitar cada minuto com a pequena.

Foi tudo de bom!

Começamos o dia brincando em casa mesmo. Curtindo. As 10 ou 11 hs fomos pro Shopping ver uma exposição de animais pré-históricos que está acontecendo e vai até dia 25 de maio.

Sophia ficou boba de ver o tamanho dos bichos e o que achou mais legal foi o tanto de criança que encontrou e conheceu...

Além disso adorou subir e descer os degraus da arquibancada montada ali para a apresentação de um vídeo.

Almoçamos, fomos na área de brinquedos do shopping... ela correu pra lá e pra cá enquanto estava vazio... viu o aquário que ama que tem na frente de uma ótica lá... e se esbaldou... voltou pra casa dormindo.

Aproveitei tirei um cochilo junto com ela. Aí fomos acordadas por sua amiga Luísa. Que tem um patinete que faz muito barulho no piso de pedra portuguesas no pilotis... e logo Sophia quis encontrar a amiguinha (de 9 anos).

Passamos um bom tempo com ela... fomos na casa da Luísa, ela veio na nossa...

Até que de noite quando achei que a mocinha já ia dormir, NADA. Ficou vendo novela, brincando e esperando a hora que a vovó foi na padaria...

Lá pelas 21:30 que foi dormir. Mas aí fiquei pensando... como é gostoso passar o dia com ela. TUDO DE BOM!