terça-feira, 20 de março de 2012

Primeiro Ultrason

Hoje lendo o post da Aline no Nossa vida com a Malu me lembrei do primeiro Ultrason que fiz ao descobrir e confirmar que Sophia estava vindo por aí...

Ó Meu Deus! Acho que foi um dos dias mais difíceis da minha vida! Eu não sabia se ria ou se chorava. E acabei chorando e muitoooooooooooooo

Foi dia 11 de janeiro de 2010 (nunca vou esquecer). Minha monstra já não dava as caras desde outubro de 2009 e a médica GO dizendo que eu estava grávida e eu não acreditando dizia que ela estava doida.

Tomei hormônio, tomei pílula... e nada da monstra aparecer de novo. No dia da concepção da Sophia eu tomei a pílula do dia seguinte duas horas depois e não adiantou. A mocinha queria vir de qualquer jeito.

Assim marquei o ultra endovaginal e o médico foi direto ao ponto literalmente. Introduziu o aparelho e detectou a presença do maior presente que Deus poderia me dar....

Na hora senti um misto de emoção, culpa, tristeza, desespero, medo, euforia... nem sei explicar eu desabei no choro. O médico sem entender nada... primeiro disse... vc tem um bebê! É uma menina!

Como pode?! Dois sonhos realizados numa frase só e eu chorando igual uma criança que perde o brinquedo preferido... Meu sonho de ser mãe estava realizado e de ter uma menina também! Mas eu chorava e chorava e chorava porque o pai não era o pai que sonhei. A situação que eu me encontrava não era a situação que sonhei para engravidar...

Não sabia qual seria a reação dos meus pais com a notícia.... Então saí da sala do Ultra e fui conversar com minha mãe. Mãe, estou grávida de uma menina. Mamãe também começou a chorar, também desesperou... e ficamos aquele dia todo sem lugar. O que meu pai falaria?! Como reagiria?!

Direto fomos na minha GO que é minha segunda mãe. Dra Cléia me disse... olha... eu te falei que era gravidez mas vc insistia em negar. Vamos ser avós! Que notícia boa!

Dái comecei a digerir a notícia. Eu me tornaria mãe.

De uma menina! Sophia claro! Eu sempre sonhei em dar esse nome para minha primeira menina (antes de ter a primeira eu sonhava em ter 3 meninas).

E assim comecei a minha história de mãe da Sophia. A noite fomos contar para meu pai... que só chegou em casa por volta das 20hs... Mamãe chegou falando comentando que eu estava desregulada com a monstra atrasada... e que estava grávida. Depois do primeiro susto meu SUPERpai disse... agora ela tem que fazer o pré-natal né?! Olha que fofo! É o pai avô mais lindo desse mundo!

Deu o berço, o armário... pagou Unimed para mim... hospital... TUDO! Comprou cinta pós parto, sutiã para amamentar... carro novo para me levar na maternidade e buscar Sophia... É o avô mais querido que Sophia e eu poderíamos sonhar. A vovó também não fica atrás se desdobra pela pequena e fica com ela o dia e a semana toda para que a mamãe possa trabalhar.

Graças a Deus Ele escreve certo por linhas tortas... e Sophia é o maior e melhor presente que nossa família recebeu até hoje. TE AMAMOS PEQUENA!!!!


10 comentários:

Paula Martinelli, a Mãe da Catarina. disse...

Que história mais linda! Quando o anjinho quer vir não tem jeito! Sophia te escolheu para ser a mãe dela e ponto final! =^.^=

Bete Strøm disse...

Linda historia adorei...Felicidades para a Sophia!!!1 bjs

http://www.meufilhominhavida.com/

Daniela Castro disse...

é mesmo verdade... quando o anjinho quer vir ninguém os segura! bjocas e obrigada pelo comentário

Daniela Castro disse...

Obrigada Bete! bjos

Anelize disse...

Que paizão mega power não???
Abençoado papai que soube dar valor pra alegria de ser avô.
Adorei ler este post, me emocionei com vc...
bjão pra vc e pra princesa Sophia
Ane mamãe da Malu

Graziela Sales disse...

Eu adorei o seu post porque fico lembrando quando fiz os minhas ultrassonografias e cada uma delas era uma emoção diferente.
beijos
http://maede4princesas.blogspot.com.br/

Cléo disse...

Dani, impossível ler o seu post e não recordar, creio que todas que passarem por aqui lembrarão com emoção e contar com o carinho dos responsáveis pela nossa existência é muito bom e seu pai demonstrou todo carinho e preocupação com vocês, e acho que todas as crianças deveriam no minimo crescer com carinho da família, sentir o amor e o calor dessa união.Parabéns aos seus pais. Beijos
Cléo
http://www.eueosgemeos.blogspot.com.br/

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Oi Dani, adorei o seu blog, visite o meu cantinho tb www.gustavoegaby.blogspot.com. Estou te seguindo Bjinhus

JACK ROSA disse...

QUE CARINHA MAIS LINDA MEU DEUS!! ESSA MENINA É UM CHARME BJKS JACK ROSA

Em uma nova vida disse...

Que post lindo..como todas as mamães também recordei meus momentos "ultrassonográficos" rs
Já sou fã do seu pai...super paizãooo
Linda amei o blog,por isso vou seguir..depois da uma passsadinha p conhecer a Giovana minha..bjuss