sábado, 4 de maio de 2013

A angústia de uma mãe solteira. Qual é a sua?


Quando me vi na situação... solteira, grávida de uma cara que já estava em outro relacionamento... O mundo caiu.

No dia 11 de janeiro de 2010 quando o médico me disse que no ultra aparecia um bebê e era uma menina. Ele ficou todo feliz.

Eu entrei em estado de pânico. O que seria da minha vida? O que seria da minha liberdade de ir e vir? O que seria da vida dos meus pais e da minha relação com eles? Tudo por causa de uma irresponsabilidade de uma transa sem proteção.

Aff... Um zilhão de coisas passaram em minha cabeça. E a que mais me atormentava... o que a minha família ia achar dessa situação. Como cada um receberia a notícia.

Chorei e me culpei e me lamentei o dia todo. Até que mais ou menos as 20 ou 21hs meu pai chegou em casa.

Pedi minha mãe pra contar pra ele com calma... E ela foi mais delicada ao contar pra ele que quando contou pro meu irmão. Meu irmão veio almoçar em casa e mamãe chega... "tenho uma BOMBA pra te contar!"... "Sua irmã está grávida!" (detalhe: minha mãe e meu irmão são a parte ANSIOSA da família aqui). Meu irmão começou a apavorar... O QUE?! Como assim?! Bem foi fácil explicar e dizer que ele seria o padrinho de uma menina...

Mas quando meu pai chegou e mamãe começou falando que ele já sabia da minha saga... que a monstra não vinha a quase 90 dias e que eu já estava desconfiada mas não queria acreditar na virada que teria minha vida. Então ele perguntou... mas ela está fazendo o pré-natal?! Aff! Existe pai mais fofo e querido que esse?! Eu não conheço.

Bem agradeço a Deus por ter nascido na família que nasci. Todos entenderam e me apoiaram no que podiam e no que podem. Minha avó mais phyna me deu uns mil reais para ajudar no enxoval... olha que fofa! A vó materna ficou aqui comigo a maior parte da gravidez... me adulando, mimando e dando tudo de gostoso que ela sabe fazer. Principalmente dar colo. Eu precisei de muito colo. Chorei muito pensando que sim eu sempre quis ser mãe. Mas não era a hora planejada...

Fazer o que? Deus escreve mesmo certo por linhas tortas. Sophia é linda, saudável, inteligente, esperta e o AMOR da minha vida!

Obrigada Meu Deus! Por tudo que tenho!

3 comentários:

Elaine Correa disse...

Que bênção maravilhosa são nossos filhos! planejados ou não tiram tanto amor da gente que nem a gente sabia que tinha Tanto assim. Bjo!
Da Elaine
Http://gemeosnafamilia.blogspot.com.br/

Layla Pinheiro disse...

Olá Daniela, também sou mãe solteira e blogueira e amei seu blog.
A saga da maternidade é dura, mas vale cada "sacrifício" e pra quem tem que enfrentar sendo mãe solo parece ser mais puxado, não reclamo de ser mãe e solteira pois acho que Deus nos escolhe por saber que daremos conta do recado sozinha. Bjos: mamaeleitora.blogspot.com.br

Adriana Engelmeyer Bouzan Lopes disse...

Que bom que você tem essa família maravilhosa.....e que tudo esta caminhando e dará certo.....bjus